Tito e os Pássaros: quando a arte vira animação

De Matheus Araújo, publicado em 27 de junho de 2019

Tito e os Pássaros

Foto: Divulgação

Não tem presente, passado ou futuro, não se passa na Europa, na Ásia, Oceania, África ou Américas, talvez nem mesmo no planeta terra, mas se passa em qualquer lugar, porque qualquer lugar pode ser tão lindo quanto esse filme, e também porque está tão propenso quanto qualquer outro a ser infectado pelo medo. Tito e os Pássaros, referencia o medo em vários tons de tinta óleo, por que eram esses mesmos traços que outrora pintores expressionistas expressavam seus sentimentos mais profundos do mundo em que viviam. Essa série de belas telas que compõem essa animação fizeram o filme ser único, e ter uma essência de ir além do posto de diferentão entre os já conhecidos sucessos estrangeiros (vide Disney, Pixar, Universal, etc).

Os cenários (ou se preferir, os backgrounds), são um dos pontos mais bem trabalhados em absolutamente todas as cenas, veja e reveja cada uma delas e tente encontrar um único momento que você não poderia fotografar e moldurar. Qualquer uma ficaria linda como papel de parede da minha área de trabalho ou como imagem destaque deste post. Essas casas distorcidas, esse céu sombrio e principalmente essas passagens de câmera que transitam pelos traços dando uma ilusão de movimento em lindas telas estáticas, são frutos das várias inspirações que os diretores buscaram para a obra.

“Muitas dessas pinturas são meio tensas, até um pouco inadequadas ao público infantil, mas estudamos quais códigos podíamos tentar trazer para a animação. As maiores influências foram George Grosz, nas cenas de rodopios e fusão de perspectivas, e Chaïm Soutine, que inspirou as distorções quando o medo surge”, explica Gabriel Bitar codiretor.

Acabei encontrando as obras dos pintores citados pelo Gabriel Bitar, e, sem dúvida, fazem parte de todo o universo apresentado no filme. George Grosz pintou essas duas telinhas logo abaixo, veja e reveja, tente encontrar o que há de Tito nelas e o que há de Grosz em Tito.

Tito e os Pássaros: George Grosz (1940) God of War

God of War de 1940

O que é uma boa guerra? Quem é responsável pelas guerras, aqueles que lutam ou quem pensa que são necessárias. Tito e os Pássaros é uma fábula, até porque os humanos também são animais, o medo pode acontecer em qualquer lugar, o problema muitas vezes somos nós, inúteis seres humanos, que colocamos para nos defender justamente quem nos faz ter medo. Grosz mostrou seu medo nessa primeira tela, e é mais do que justo que o trabalho deste artista tenha inspirado um filme como Tito.

Procurei encontrar outra tela, que fosse mais próxima esteticamente aos cenários do filme, e encontrei essa outra aqui.

Tito e os Pássaros: Punishment de 1934

Punishment de 1934

Quando chegamos na parte mais sombria, encontro um pouco de outro grande mestre da animação, as figuras ovais de um dos estágios da doença me lembraram as criaturas mágicas dos filmes de Hayao Miyazaki, tem muito de A Viagem de Chihiro, Princesa Mononoke, e tantas outras obras do diretor japonês. Mas o que está ainda mais presente nas cenas de quando o medo surge é sem sombra de dúvidas Chaïm Soutine, como Bitar explicou. Aprecie as telas abaixo, e me fale se isso não te lembra alguma coisa.

Tito e os Pássaros: Ch.Soutine, Kleines Maedchen mit Puppe

La petite fille a la poupee de 1925.

“Em cada lugar as pessoas veem as razões para o medo de um jeito diferente. Nós, adultos, criamos esse caos, e talvez as crianças nos ajudem a resolvê-lo”, explica Gabriel Bitar codiretor.

Tito e os Pássaros: Chaïm Soutine (1934) The Young English Girl

The Young English Girl de 1934

Não deixe de ver Tito e os Pássaros, abandone o quanto antes esse preconceito com o cinema nacional, essa é mais uma obra, fruto do auge da animação brasileira, que trouxe ao mundo nos últimos anos filmes como Uma História de Amor e Fúria e O Menino e o Mundo, ambos ganhadores do prêmio máximo do Festival de Aneccy, o maior festival de animação do Mundo. E eu espero mesmo que os nossos animadores continuem indo para frente, mesmo tendo uma grande quantidade de pessoas infectadas pelo medo indo ao poder nos últimos anos.

Os 1,2 milhão do orçamento de Tito não é nem de longe um valor alto, comparado a produções estrangeiras, o cinema de animação no Brasil conseguiu criar grandes projetos com pouquíssimo dinheiro, O Menino e o Mundo por exemplo custou um valor 300 vezes menor que o orçamento de Divertidamente da Pixar, mas ambos concorreram igualmente a categoria de melhor animação no Oscar.

“Tivemos uma exibição para a Academia do Annie e todo mundo riu quando disse que éramos em 120 pessoas. Eles me disseram que, no mínimo, em uma animação independente, a equipe é de 400 pessoas” explicou Gustavo Steinberg, codiretor.

Recomendo a leitura da matéria do Omelete que aprofunda um pouco mais nos bastidores da produção do filme, e nos faz refletir sobre a importância do investimento na cultura audiovisual brasileira.

AJUDE O ANIMA MUNDI

Agora eu vou falar de um assunto muito importante aqui, hoje dia 27 de junho de 2019 é o último dia para apoiar a realização do maior festival de animação da América Latina, e o segundo maior do Mundo, o Anima Mundi. O festival ocorre todos os anos no Rio de Janeiro e em São Paulo, mas esse ano devido o fim do apoio da Petrobras, que correspondia com a maior parte do orçamento do festival, o evento pode simplesmente não acontecer.

Se você gostou desse artigo, e principalmente, gostou do filme Tito e os Pássaros, não poderá deixar a animação brasileira começar a morrer, e tudo por culpa do medo, faça sua doação na campanha de financiamento coletivo do festival HOJE, lembrando que é o último dia para doar. Falta pouco para chegar a meta de R$ 400mil.

Referências

Metrojornal. Animação ‘Tito e os Pássaros’ cria aventura onírica com pé na realidade

Metrojornal. Expressionismo e telas a óleo inspiraram traço de ‘Tito e os Pássaros’

Esse foi mais um Manifesto, se encontrou algum erro, por favor comunique aqui.

Matheus Araújo

Amante do cinema de animação é estudante de História da UNEAL. Mantém a 5 anos o Mamfonline no ar.

Loja

Teste o Kindle Unlimited gratis por 30 dias

Tenha acesso ilimitado a milhares de eBooks para ler à vontade!